AGULHA COREANA (mais usada)

As agulhas utilizadas na acupuntura são em geral feitas de aço inoxidável. São bem mais finas que as agulhas de injeção comum. Quando bem manuseadas não causam dor e raramente ocorre sangramento do ponto estimulado. Apesar de apresentarem um comprimento de mais ou menos 3 cm, a profundidade de inserção não costuma ultrapassar 1 cm.
As agulhas vem esterilizadas de fábrica e são de uso individual.

 

MOXA EM BASTÃO  

A moxabustão é uma técnica oriental tão ou mais antiga quanto a acupuntura.
Muitos tratamentos se tornam ineficazes ou deixam a desejar sem o uso da moxa.

A técnica consiste em oferecer calor (causado pela queima do bastão de artemisia), no local onde são comumente inseridas as agulhas.
Esse calor terapêutico é utilizado em muitas doenças como artroses, diarréias crônicas, dores musculares e uma infinidade de problemas.

 

VENTOSAS

A técnica da ventosa também é milenar. É um instrumento rudimentar porém bastante eficiente como coadjuvante nos tratamentos com acupuntura.
Consiste em fazer uma espécie de "sucção" na área a ser tratada com o propósito de restabelecer o fluxo sanguíneo local bem como promover um relaxamento muscular. Mas seu uso na Medicina Chinesa é bem mais abrangente e a ventosa é usada de forma bastante frequente.

                                                   

ELETRO ACUPUNTURA


A eletro acupuntura é uma técnica moderna que utiliza uma corrente elétrica conectada às agulhas com o fim de estimular com mais vigor os pontos utilizados no tratamento.
Os aparelhos mais modernos como o da imagem acima tem vários tipos de freqüências, timer e regulagem de intensidade da corrente, o que facilita e otimiza o trabalho do acupunturista.
Em casos de dor, a aplicação da eletroacupuntura tem resultados até 80% mais fortes do que os realizados sem a eletro estimulação. Pacientes muito idosos e/ou cardiopatas devem fazer uso regrado da técnica.