Dr. André Resende - Acupunturista e Homeopata Clássico

Nascido em Divinópolis (Minas Gerais), André teve contato com o mundo da medicina alternativa praticamente no berço.

Filho e neto de terapeutas naturais, André já aos oito anos de idade acompanhava seu pai, Frontino Magalhães, em alguns atendimentos.

Seu pai e seu avô já eram conhecedores dos milenares segredos da 'medicina energética' e tiveram a oportunidade de não só atender a muitas pessoas, mas também de passar esses conhecimentos a tantos outros.

*Na época de seu pai e seu avô, a Acupuntura e a Homeopatia eram vistas como práticas alternativas e não como uma forma de medicina como é hoje.

 

Havia até mesmo perseguição a alguns Acupunturistas, que eram confundidos com curandeiros e charlatões.

Os Homeopatas não tinham reconhecimento da Medicina tradicional.

Hoje ambas as práticas são reconhecidas pela O.M.S (Organização Mundial de Saúde).

Com o falecimento do pai em 1997, André resolveu empunhar a bandeira do pai e do avô e trilhou em definitivo o caminho da medicina chinesa e das medicinas naturais e alternativas.

Fisioterapeuta formado pela Universidade Castelo Branco (R.J) desde 1992, André em 1999 recebeu o título de Acupunturista formado pela ABACO (Academia Brasileira de Arte e Ciência Oriental - Rio de Janeiro) e em 2010 se tornou Terapeuta Homeopata Clássico pelo Instituto Logos® (Manhumirim - Minas Gerais)

No mesmo ano de 1999 abre seu primeiro consultório no subúrbio carioca de Vila Valqueire, onde há 13 anos mantém atendimento.

 

Em 2004, abriu seu leque de atendimentos para a região dos lagos do Rio de Janeiro, onde fixou consultórios também em Cabo Frio e São Pedro da Aldeia.

Com o passar dos anos, com muito empenho, garra e dedicação, André recebe de seus próprios pacientes a carinhosa alcunha de "Mago das Agulhas", apelido motivado pela sua capacidade de lidar com a Medicina Chinesa de forma grandiosa ao ponto de muitas vezes transpor os chamados 'limites' das possibilidades comuns.

Contudo, André Resende é um homem de personalidade que mescla a firmeza de quem tem que lapidar a personalidade de alguns pacientes que lhe chegam com problemas pessoais os mais variados com a candura e 'mineirice' de quem está sempre disposto a ouvir uma prosa gostosa acompanhado de um café quente e um pão de queijo feitos na hora.